Montando um seguidor de linha – II

Sobre a escolha do carrinho, opte por modelos mais acessíveis, já que a ideia será de desmonta-lo e alterar seu circuito de acordo com o projeto.

Optando por adquirir as peças e montar um, os custos disso podem ser proibitivos, além do mais, o protótipo poderá apresentar algum problema de locomoção, consumo de bateria, etc.

Existem, basicamente duas formas de conectar a Gogo ao carrinho, uma delas se limita a apenas automatizar os comandos do controle remoto via placa Gogo, mantendo a maior parte da originalidade do brinquedo.

Já a segunda, significa substituir a placa original do carrinho pela Gogo, o que servirá para dar total autonomia de acordo com a programação, e principalmente, realizar a leitura dos sensores infravermelhos que serão instalados.

Uma outra opção seria operar em moto hibrido, ou seja, usar a placa original do carrinho conectada a Gogo e esta ultima, conectada aos motores, mas isso ainda não foi explorado.

Usaremos aqui, por hora, apenas a segunda opção, de forma que o resultado final seja similar a este.

Anúncios