Gogo Board: Protocolo Socket

Em alguma situações, não há como utilizar o Arduino ou a Gogo Board em computadores muito antigos, pela falta de portas USB, ou mesmo pela incompatibilidade com alguns sistemas operacionais defasados, como por exemplo, um Linux com kernel 2.4 ou inferior.

A atualização do sistema pode não ser viável, mesmo assim, uma saída, não menos interessante, é recorrer à conexão remota em um computador em que a Gogo esteja instalada, bem como seu Gogo Monitor, daí a ideia de usar o protocolo socket.

Muitas linguagens de programação permitem este recurso, aparentando até ser mais acessível que o necessário para uma comunicação através da porta USB.

Um exemplo bem simples é de um cliente escrito em Perl, como este. Basta substituir o localhost pelo ip do computador em que a Gogo esta conectada e executando o Gogo Monitor, alem de substituir o texto “Mensagem de teste!”, por algum dos comandos disponíveis no protocolo socket da Gogo. Exemplo: beep.

Podem existir outras formas de realizar esta conexão, mas muitas, além de necessitarem da instalação de pacotes adicionais ao sistema, podem causar falha na comunicação e não ser muito eficientes.

O próximo passo agora, seria o desenvolvimento de um “frontend” ou interface para agilizar o acesso às funções disponíveis.

Anúncios