Simulador ‘dá vida’ a robô

Pesquisadores da Unicamp estão desenvolvendo em laboratório a capacidade de um veículo elétrico terrestre andar sozinho, como se escrevessem um novo “código genético”, apoiado em matemática e leis da física, para um novo robô que irá “nascer”. Essa habilidade permitirá que, um dia, uma máquina possa deslocar-se, sem auxílio humano, em um terreno normal ou acidentado antevendo eventuais riscos de derrapagens, quedas e obstáculos em sua rota, como se tivesse um senso de direção e equilíbrio, além de uma percepção autônoma de ameaças. Também podem sair desses estudos novas ferramentas para evitar que motoristas envolvam-se em acidentes, uma aplicação conhecida como “auxílio à condução”.

Fonte e mais detelhes aqui.

Anúncios