Playstation 2 na educação – II

Várias distribuições surgiram, ou foram portadas a partir da original, muito similar ao Red Hat e conhecida como Caldera, dentre elas destacamos BlackRhino, NetBSD, e mais atualmente, além de uma distribuição em formato Live-CD, alguns foruns apontam para um possível uso da versão 5 do Debian.

De qualquer modo, em um contexto atual, algumas destas distribuições se tornaram obsoletas e podem não permitir o uso de dispositivos USB, como Gogo Board, Arduino, Picoboard e outras, umas vez que trabalham com versões de Kernel inferiores à “2.7”.

Foto: http://www.be.netbsd.org/

Anúncios

Playstation 2 na educação

Há muito… muito tempo atrás… em uma galáxia distante… o Playstation 2, além um console para jogos revolucionário, também foi considerado um computador pedagógico, recebendo uma distribuição Linux própria, além de acessórios, como teclado, mouse, disco rígido, modem ou placa de rede em alguns casos. Era o chamado PS2 Linux Kit.

Neste kit, poderíamos desenvolver programações variadas em Java, Python, C, Lua, .Net e outras, ou mesmo jogos e animações gráficas.

Várias universidades chegaram a utilizar estes recursos em seus laboratórios, muitas vezes até em estruturas de supercomputadores, ou mais comumente conhecidos, os clusters, uma vez que era considerado um “computador” também revolucionário, graças à suas CPU e GPU avançadas.

Foto: http://upload.wikimedia.org/