Labview + Xbian Frodo – Final

xbianmote

Inicialmente utilizamos apenas um botão, no entanto, utizando as 8 entradas da Gogo Board, poderemos utilizar funções adicionais, como Direita, Esquerda, Para Cima, Para Baixo, Enter, Back, Play, Stop, as quais seriam as necessidades básicas para navegar pelos menus e controlar os conteúdos multimedia.

Para acionar funções adcionais, precisaremos de mais entradas ou botões, ou mesmo, acoplar um teclado ou encoder à cada entrada, aumentando os valores lidos pelo Labview.

Por fim, poderemos com o tempo inserir sensores de presença, temperatura e acrescentar novas funcionalidades.

Anúncios

Labview + Xbian Frodo – VI

Depois de obtermos sucesso no uso do bloco “GET”, deveremos iniciar a inclusão dos controles da Gogo Board, neste caso, usaremos o ActiveX já visto anteriormente. Sua configuração e uso poderá ser encontrada aqui.

Em resumo, o objetivo desta VI será o de se conectar à Gogo, realizar a leitura da entrada 1, a cada 500 ms, caso o botão esteja precionado, será enviado o comando Left para a API do Xbmc.

gogoleftrs

A figura acima demonstra a VI finalizada e pronta para uso.

Labview + Xbian Frodo – V

gogoxbian

Através do formado de URL utilzado anteriormente, poderemos controlar praticamente todas as funções da central multimedia, bem como utilizar outras ferramentas para isso, como navegadores de internet, ou mesmo aparelhos como smartfhones e smarttv´s.

Partindo deste princípio, também poderemos utilizar o Arduino e a Gogo Board com este fim, não apenas controlando funções através de botões, mas também através de situações ou eventos, como luz, temperatura, presença, gestos, etc.

Através do Arduino e seu módulos de rede, a facilidade poderá ser maior, mas por hora, continuaremos com o Labview e acrescentaremos a interação por meio da Gogo Board.

Fotos: Gogo Board / Xbian

Labview + Xbian Frodo – IV

De posse do número IP e porta, bastará abrirmos um novo projeto no Labview, inserindo na janela “Blocks Diagram” o bloco “GET” encontrado na paleta “HTTP Client”.

Uma vez inserido, bastará configurarmos o endereço (URL) e função () que será executado neste bloco.

Como exemplo, controlaremos a função de navegação pelos menus, a qual se chama “Input.Lef”. Vide manual da API “wiki.xbmc.org/index.php?title=JSON-RPC_API/v6”.

getjson

Na entrada URL do bloco, deveremos inserir um valor constante de “http://IP:PORTA/jsonrpc?request={"jsonrpc": "2.0", "id": 1, "method": "Input.Left"}“, conforme a figura acima, não nos esquecendo de inserir um botão para executar o bloco e outro para parar a VI.

Labview + Xbian Frodo – II

O XBMC funciona como uma central multimídia que permite acessar diversos conteúdos ao mesmo tempo, em um só lugar. Com ele, é possível chegar em casa, sentar-se em um sofá confortável e ligar o seu computador no XBMC integrado com a televisão. A partir daí, com um controle sem fio, você pode ver TV, ouvir música ou jogar um game clássico, tudo sem mudar de aparelho. Você pode até mesmo usar a tela para ver seus feeds ou ler um livro. E tudo de maneira prática, sem dificuldades.

Fonte Superdownloads.

Na versão Xbian, temos a portabilidade para usar o software em mini computadores, por exemplo, Raspberry Pi.

Uma vez instalado e configurado, estaremos prontos para utiliza-lo.

Mais detalhes aqui.

Foto: http://xbmc.org/

Labview + Xbian Frodo

Em domótica (automação residencial), algo muito utilizado é o controle dos ambientes, bem como dos equipamentos existentes nos mesmos.

Um exemplo disso é o controle de aparelhos multimedia como televisores, home theaters, etc, através de uma rede ethernet, bluetooth ou wireless.

Misturando várias coisas que já apresentamos por aqui, a idéia será controlar uma central multimedia baseada no XBMC, que dispensa apresentações.

Foto: http://xbmc.org/

Gogo Home: Pequenos passos na domótica – II

Começando pelo jardim, podemos realizar o irrigamento das plantas de maneira automática, quer seja em intervalos de tempos pré-programados, quer seja, após análise e detecção de umidade insuficiente no solo.

Existem ainda sensores de temperatura e química do solo que podem avaliados e implementados para controle do ambiente exemplificado.

Gogo Board + Protótipo Domótica – II

Voltando à Domótica, à Gogo Board, ao Gogo Server.

A Domótica, não so integra e permite o controle de tudo que acontece em uma residênica, mas a questão se dá por onde este controle pode ser feito de maneira simples e acessível, ou seja, que dispositivos podemos utilizar com esta finalidade.

A Gogo Board, com seu Gogo Server e o uso do protocolo socket, dá uma ideia muito interessante sobre como desenvolver um protótipo para testes de maneira muito rápida.

Em resumo, ao invés de desenvolvermos um aplicativo do zero que se comunica com nosso hardware, podemos desenvolver um que apenas interaja com o Gogo Monitor utilizando o protocolo socket, em consequência, permitir que esta interação aconteça através da internet e utilizando os mais diversos dispositivos e linguagens de programação, como celulares e java.

Fora isso, ainda podemos contar com um hardware de potência que pode controlar vários dispositivos, o PWM Generator.

Em breve chegaremos ao protótipo.

Gogo Board + Php + Qr Code: Beep

Antes de falarmos sobre intereções por meio de smartfones, uso na domótica, automação em geral, etc, vamos fazer a seguinte experiência, usando conceitos já abordados aqui e outros novos.

Já experimentamos o controle através da linguagem php, tanto, utilizando computador, ou mesmo smart tvs. Agora utilizaremos smartfones, não apenas para acessar uma página em php, mas criaremos formas diferentes de iniciar este processo.

Neste primeiro exemplo, utilizaremos um código qr criado através de programas geradores de qr, como o Gerador de QR Code, que apontará para uma página em php, a qual fará com que a placa emita um bip.

Domótica Livre (Open Source)

Já existem muitos sites interessantes sobre este assunto, dentre eles:

http://freedomotic.com/
http://www.domotica-opensource.com/forum/portal.php
http://es.opendomo.org/
http://paulverhoeven.typepad.com/pollekes_lifelog/2011/08/arduino-open-source-domotica.html
http://paulverhoeven.typepad.com/pollekes_lifelog/2011/08/arduino-open-source-domotica.html
http://softwarelivre.org/furusho/blog/tecnologias-do-futuro-domotica-e-internet-das-coisas

Porém gostaríamos de ir um pouco além, no que se refere à utilizar vários aparelhos, ou melhor, aquilo que tivermos à mão.

Além de televisores conectados, os Smart Tvs, celulares, smartfones, porque não, os consoles de video games?

Existem alguns antigos, mas já consagrados no mercado e outros mais modermos que podemos pensar em utilizar. Então vamos la!

Gogo Real: Protótipo de Domótica – II

Anteriormente, vimos que a placa conta com quatro saídas de potência, aonde podemos conectar desde motores dc simples, à servo motores, além de leds e lâmpadas de baixa potência.

Com base no Giroflex, até podemos imaginar uma luz de natal decorativa, controlada via internet ou rede local, bem como, ligando as saídas, a um circuito de relés, controlar o motor de um portão eletrônico, um ventilador, as luzes dos ambientes, tomando os devidos cuidados quanto ao que será controlado, já que o tempo de resposta é demasiadamente longa. Por isso, não é recomendado controlar mecanismos críticos.

A exemplo do Giroflex, podemos ligar até 8 leds nas saídas, mas operando sempre com quatro simultaneamente.

Com circuitos multiplex, conversores bcd para década, podemos expandir a quantidade de saídas e controlar mais dispositivos, ou ainda conectar uma outra placa Gogo ao computador ou mesmo à outra placa.

Gogo Board + Protótipo Domótica

A versão 4 da Gogo Board traz várias inovações, tanto de hardware como em seu sistema (firmware), bem como seu software Gogo Monitor, não esquecendo os módulos existentes e aqueles que estão sendo desenvolvidos.

Ao invés de usarmos um servidor com páginas html ou php, que interagem com a placa, podemos usar um recurso disponível nas versões atuais do Gogo Monitor, o Gogo Server.

Através dele podemos enviar comandos para a placa, utilizando interfaces feitas nos mais variados softwares do mercado, de maneira que, a partir disso, nos conectamos à placa usando a internet ou rede local.

Abaixo esta um exemplo modelado em Visual Basic 6, que interage com o Gogo Monitor. Em breve mais detalhes.

Gogo Real: Protótipo de Domótica

Reunindo o que já foi publicado anteriormente, aqui e aqui, podemos pensar em um protótipo de domótica aplicada.

No momento a forma mais apropriada de usar a placa através da internet é conectada a um computador aonde hospedamos os arquivos em php responsáveis pelas funções de controle.

Além do beep, várias outras funções podem ser executadas, principalmente aquelas aonde acionaremos as saídas da placa, independente de sensores, já que a leitura deles via internet ainda não esta pronta. Mesmo assim, é possivel atuar na placa remotamente e ainda deixa-la programada para atuar de acordo com alguma as leituras dos sensores.

Aproveitando a conexão com o computador, também poderemos usa-lo para agendar eventos que poderão ser executados de acordo com a hora, data, dia da semana, etc. Exemplo: Acionar motor toda terça-feira às 12hs.